Retornamos as atividades em 2017

Com homenagens a figuras importantes do audiovisual e com a exibição de novos filmes, o CineFacom retorna as suas atividades oficialmente em 2017. Realizado este ano por estudantes do Bacharelado Interdisciplinar em Artes da Universidade Federal da Bahia, com o apoio de membros da Faculdade de Comunicação (FACOM), o projeto CineFacom – Mostra Audiovisual dos Estudantes da UFBA tornou-se referência na universidade e visa dar espaço para estudantes exibirem suas produções audiovisuais.

A primeira exibição de 2017 será no mês de comemoração ao dia Internacional das Mulheres (8 de março). Para homenageá-las, faremos no dia 27 de março a exibição do documentário Mulher Olho de Peixe-Acupe e a apresentação do projeto “Tetralogia da Indignação” com de Lilih Curi. às 17H, no Auditório da Faculdade de Comunicação – FACOM. Após a sessão haverá um bate-papo com a presença das diretoras Graciela Natansohn e Lilih Curi, além das convidadas Marise Urbano e Maria Carol.

Marisqueiras, pescadoras, moquequeiras, baianas de acarajé, costureiras, catadoras de mariscos, cozinheiras, todas elas mulheres negras quilombolas acostumadas ao destempero do tempo e da vida, fazem contação de histórias em formato audiovisual com as mesmas mãos que puxam mariscos e caranguejos. Mil ideias na cabeça e na mão, câmeras, colheres, panos de chão, microfones.

Promovendo debates e reflexões, Mulher Olho de Peixe-Acupe é um documentário que estimula a expressão autônoma e a apropriação de instrumentos de comunicação por parte das mulheres, para fortalecer as suas capacidades de expressão e organização.

 “Tetralogia da Indignação” de Lilih Curi, dá protagonismo às mulheres em quatro curtas-metragens, três deles já realizados:

  • CARMEN (2013), a mulher que não foi escutada, filmado em Frankfurt e Salvador;
  • TERESA (2014), a mulher que foi esquecida, filmado em Cuba e que recebeu o Palmares Oficial De La Acción Social – 2014 no Internacional Euro Film Festival na Espanha, além de Nomination no Florida Film Festival nos EUA. Entre 2015 e 2017, o curta cumpre contrato de exibição no Canal Brasil e desde sua estreia participa de mais de 45 festivais no Brasil e no mundo;
  • CAROLINA (2017), a mulher que tomou partido de si mesmo, filmado em Salvador, é ainda inédito.

O quarto e último curta da “Tetralogia” – com roteiro em 8° tratamento – intitula-se ANASTÁCIA e trata de uma mulher negra que não se deixou escravizar

_____________________

Compareçam! A entrada é franca. Participem!

Advertisements